Argumento Moral

depositphotos_11912807-stock-photo-germany-circa-1974-a-stampO modo kantiano, i.e., transcendental-idealista de justificar a crença na existência de Deus consiste, grosso modo, em argumentar que uma pessoa que crê ser racional agir moralmente está agindo como se Deus existisse, e que, ipso facto, seria pragmaticamente contraditório se essa pessoa negasse a existência de Deus, mesmo que esta não possa ser (teoricamente) demonstrada.